Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

agalma

talvez a emoção que menos estimule o poeta seja a alegria, tão breve e rara de sentir

talvez a emoção que menos estimule o poeta seja a alegria, tão breve e rara de sentir

O livro do silêncio, Sara Maitland

gostei muito de ler este livro em registo autobiográfico e de uma autenticidade contagiante. Senti-me tão em consonância que reflectia com ela nos vários tipos de silêncio e na necessidade que me é tão familiar da contemplação sem ruídos. Ela confronta o que sente com relatos de pessoas que fizeram experiências semelhantes, integrando a religião e o contexto cultural. Sempre lúcida e empenhada – embora sem certezas – vai assumindo o que não lhe interessa, muda de ambientes, analisa novas sensações e vai ficando mais certa do que procura.

É uma escritora e, por isso, precisa de um pouco de sol na eira e de chuva no nabal, porque o esvaziamento do eu tão necessário à ligação com a natureza – que privilegia e que pratica, deixando cair e diluir interesses, desejos e glórias– diminui-lhe o investimento em si própria, no enriquecimento da confiança, imaginação e entusiasmo, tão importantes para ao acto de criar, e de viver, digo eu.

Mas é sempre nas escolhas que nos fortalecemos e conseguiu o equilíbrio que procurava. Uma boa companhia.

2 comentários

Comentar post

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D