Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

agalma

talvez a emoção que menos estimule o poeta seja a alegria, tão breve e rara de sentir

talvez a emoção que menos estimule o poeta seja a alegria, tão breve e rara de sentir

Shohei Imamura, A Balada de Narayama

Vi este filme por volta dos meus vinte anos e não o voltei a ver nem procurei informação, para além do nome do realizador. Já lá vão quase quarenta anos. Do que me lembro, para além dos amigos e da sala do Apolo 70, é que saí arrasada. Aos vinte anos a vida não é uma preocupação e a velhice é uma questão pacifica, porque longínqua, mas a sensibilidade tem poucas defesas e o filme é brutalmente real, passado numa aldeia pobre, onde se sobrevive, literalmente, e onde a poesia só vem do som e do movimento do vento que passa no monte Narayama.

Ao longo deste tempo por várias vezes me tenho lembrado do filme sem, no entanto, ter mexido um dedo para o rever. Não quero, embora ultimamente seja recorrente comparar o que me indignou e doeu com o que fazemos aos nossos velhos que amamos. E do que me lembro é de uma mãe meiga, lúcida e válida mas que tem de dar o seu lugar na casa aos mais novos que vão chegando e, dado que se aproxima dos setenta anos - idade com que são levados montanha acima pelos filhos mais velhos para aguardarem a morte – ainda com os dentes bons, parte-os com uma pedra, para acelerar a decadência.

À aceitação da moral de cada época pouco se pode fugir. O facto de o filme ser baseado numa lenda da cultura japonesa dá-nos uma margem geográfica para respirar fundo. Mas não demasiado, porque a ganância tem devorado a dignidade das pessoas em todas as épocas e países.

Não podemos abrandar a coragem de lutar por uma melhor distribuição da riqueza. Também não podemos abrandar a força da poesia nas nossas vidas.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D