Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

agalma

talvez a emoção que menos estimule o poeta seja a alegria, tão breve e rara de sentir

talvez a emoção que menos estimule o poeta seja a alegria, tão breve e rara de sentir

os obesos da arrogância

são, por norma, secos de carnes. Magros infernizados. Em ambiente familiar ou entre amigos não falam do que fazem nem dos projectos que pensam vir a fazer porque duvidam, imenso, da competência de quem os ouve. Anseiam, porém, por companhias que pensam estar ao seu nível, mas é difícil, porque sentem-se seres de raríssima competência. Pouco ou nada ecléticos dizem, com orgulho, essa não é a minha área de formação. Quando oiço isto fico sempre a pensar como se terão sentido ao longo do tempo em que ainda não tinham solidificado tamanha convicção.

Em contraponto, sinto um enorme respeito por pessoas que tendo conhecimento, o partilham e explicam em linguagem acessível a não especialistas, despertando e aclarando curiosidades. Bem hajam.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D