Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

agalma

talvez a emoção que menos estimule o poeta seja a alegria, tão breve e rara de sentir

talvez a emoção que menos estimule o poeta seja a alegria, tão breve e rara de sentir

Wim Wenders, Imagens de Palermo, 2009

Rendida.

O filme começa com um ambiente tecnológico moderno, focado no sucesso e no ego. A facilidade com que se compõe, na mesma fotografia, três temperaturas da cor do céu, desde o nascer ao pôr do sol, estende-se à vida. Desde compromissos, encontros e desvarios. O improvável fica a um passo. Até.

Até ao encontro com a possibilidade de acidente em que a morte é fotografada. A partir daí muita coisa muda.

O equilíbrio tão frágil entre vida e morte é tão fino e óbvio que passa a ser mais honrado. Filosóficos os diálogos com conceitos irrefutáveis tanto para a vida como para a morte, defendida pela própria, que quer ser aceite sem revolta ou indignação. Dispensáveis, digo eu, as imagens das Catacumbas dos Capuchinhos, Sicília.

Quente é o embalo da excelente banda sonora que nos leva de passeio pelas velhas e belas ruas de Palermo.

Enquanto isto, lembro-me das palavras de Ruy Belo, vim para a vida e deram-me dias.

1 comentário

Comentar post

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D